Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Novos medicamentos melhoram a qualidade de vida dos pacientes oncológicos

Novos medicamentos melhoram a qualidade de vida dos pacientes oncológicos

15-05-2014

O oncologista Gilberto Lopes, chefe do setor de Oncologia do Hospital do Coração de São Paulo, e professor da Universidade Johns Hopkins, Baltimore, Mariland, nos Estados Unidos esteve presente na 1ª Best of World Conference on Lung Cancer, realizada no dia 10 de maio, no Anfiteatro Bruno Marsiaj, do Hospital Ernesto Dornelles (HED). O evento, uma parceria entre o Instituto de Oncologia Kaplan e o HED, contou com a participação de vários palestrantes, que debateram os avanços no tratamento de câncer de pulmão.

Durante sua exposição, Dr. Gilberto falou sobre o uso de inibidores do EGFR (Fator de Crescimento Epidérmico), que mudou a qualidade de vida de muitos pacientes com câncer no pulmão. “Há cerca de sete anos, quando as pessoas recebiam o diagnóstico, viviam, em média, 8 a 12 meses. Hoje, pacientes que têm mutações no EGFR vivem em média mais de 2 anos e com qualidade de vida bastante boa. Isto porque, explica, os efeitos colaterais dos medicamentos são mais reduzidos que o tratamento com Quimioterapia. O paciente não perde cabelo, não tem náuseas e nem vômitos, muito comuns nos tratamentos quimioterápicos”, frisa o médico.

Dr. Gilberto participou de vários estudos que estabeleceram estes inibidores como tratamento de escolhas e alguns estudos que ajudaram com que os ministérios da Saúde da Malásia e Cingapura aprovassem o medicamento no sistema de saúde pública daqueles países. Conforme o especialista, no Brasil, o Ministério da Saúde já aprovou para uso o Erlotinibe e Gefitinibe, mas ainda não estabeleceu mecanismos específicos para pagar os medicamentos.

Veículo
http://agenciaseiva.com.br/

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.