Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Prefeituras apenas substituiriam médicos, diz TCU

Prefeituras apenas substituiriam médicos, diz TCU

08-03-2015

Prefeituras que substituírem médicos de seus quadros por integrantes do Mais Médicos, em vez de aumentar a quantidade de profissionais no município, poderão ser desligadas do programa.

– A regra é clara: é mais médicos, e não substitua seu médico – diz Arthur Chioro, ministro da Saúde.

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), porém, mostrou situação diferente: 

das primeiras cidades a receber profissionais do programa, 49% tinham, menos de um ano depois, quantidade menor de médicos na rede pública municipal do que no dia em que os bolsistas chegaram.

Para o órgão de controle, os dados dão indícios de que pode ter ocorrido substituição de médicos, e que o programa não teria monitoramento adequado.

O ministro nega as informações e diz que a redução no número de médicos em alguns locais ocorreu por motivos técnicos.

Veículo
Zero Hora

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares UTI); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares UTI).

Emergência: das 11h às 11h20min.

Unidade de Internação: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 16h às 17h.

Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 9h às 9h30min.