Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Porto Alegre ganha centro integrado para tratar AVC

Porto Alegre ganha centro integrado para tratar AVC

Doença é a principal causa de mortes de adultos no país

10-12-2014

A cada dia, 20 pessoas morrem no Estado devido a um acidente vascular cerebral (AVC), praticamente uma por hora. Em 2012, conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde, 7,7 mil gaúchos foram vítimas da doença, a principal causa de óbitos entre adultos no país. Esses números tendem a aumentar, segundo o diretor técnico do Instituto de Doenças Neurológicas do Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre, Maurício Friedrich. Uma das razões seria a falta de prevenção.

— Os fatores de risco não estão bem controlados. Há uma epidemia de obesidade e diabetes na nossa população, que está envelhecendo. Quanto mais velha ela for, maior o risco de AVC — diz.

Para reduzir a taxa de mortalidade e minimizar sequelas, o Hospital Mãe de Deus inaugurou, na segunda-feira, o Centro Avançado de Tratamento do AVC, que conta com três unidades especializadas e equipe com profissionais de diversas áreas. O modelo, conforme Friedrich, que trabalhou no projeto, é inédito no país:

— É um modelo consagrado no mundo todo. A principal diferença é a criação e a integração dessas três unidades, o que faz a diferença na redução dos índices.

Inspirada em iniciativas alemãs, a estrutura está dividida em três unidades (emergência, neurointensiva e reabilitadora), que contam com 18 leitos. Na primeira, onde ocorre o diagnóstico, o paciente fica por no máximo 12 horas. Em seguida, é transferido para a neurointensiva para ser monitorado (sinais cardíacos, pressão etc.) por pelo menos 24 horas. A terceira etapa é dedicada à reabilitação de movimentos e outras capacidades.

Com o centro, que atende pacientes particulares e por convênios, a expectativa é reduzir em 20% as mortes e a incapacidade dos pacientes do hospital. O Mãe de Deus recebe cerca de 500 pessoas por ano com AVC. A taxa de mortalidade é de aproximadamente 10%. A ideia é, futuramente, ajudar unidades do hospital que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Canoas e no Litoral.

Presidente da Associação Amor Vida Cuidado, Magda Perez, 55 anos, disse que Porto Alegre dá um "salto fantástico" no tratamento de AVC com o centro. Ela fundou a entidade de apoio a famílias de vítimas, após a morte do marido.

— As pessoas com AVC precisam passar por um processo de reabilitação, que é a base do tratamento. Quanto mais informação a família tiver e quanto maior a interdisciplinaridade, melhor — avalia.

Onde fica
Centro Avançado de Tratamento do AVC
Rua José de Alencar, 286 — Menino Deus, Porto Alegre
Fones (51) 3230-6209 e 3230-6210, das 8h às 18h. Atendimento 24 horas no local

O QUE É O AVC?
O Acidente Vascular Cerebral é uma alteração repentina da circulação de sangue no cérebro causada pela oclusão de um vaso sanguíneo ( AVC isquêmico) ou pela ruptura do vaso ( AVC hemorrágico).

FREQUÊNCIA DOS CASOS
85% -  AVC isquêmico
15% - AVC hemorrágico

SINTOMAS
- Dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente
-Fraqueza, formigamento ou perda de força na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo
-Dificuldade para falar
- Perda de visão de um dos olhos subitamente
-Tontura, sensação giratória associada com desequilíbrio e falta de coordenação

Preste atenção! Se você identificar qualquer um desses sinais, ligue com urgência para o Samu (192) ou vá imediatamente a um hospital

Fatores de risco

Responsáveis por 80% dos AVCs isquêmico e 90% dos hemorrágicos
- Hipertensão arterial
- Tabagismo
- Obesidade abdominal
- Dieta inadequada
- Sedentarismo
- Abuso de álcool

Outros
- Diabetes
- Estresse e depressão
- Colesterol alto e doenças cardíacas

Fatores de risco específicos para mulheres
- Gravidez
- Diabetes gestacional
- Puerpério (fase pós-parto)
- Terapia de reposição hormonal após menopausa
- Uso de pílulas anticoncepcionais

Veículo
Zero Hora

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.