Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Um alerta para o autocuidado

Um alerta para o autocuidado

O CÂNCER DE MAMA não pode ser evitado. Por isso, a atenção ao próprio corpo e o diagnóstico precoce são fundamentais para vencer a doença

24-10-2014

Desde 2008, as cidades se colorem de rosa durante o mês de outubro para alertar as mulheres sobre a importância do autocuidado em relação ao câncer de mama – o segundo tipo mais frequente no mundo. O movimento Outubro Rosa é feito de pessoas para pessoas: grupos de pacientes, organizações e vitoriosas da doença vão às ruas para chamar a atenção ao tema e lutar pelo acesso de todas ao diagnóstico precoce e ao tratamento ágil e qualificado, dois fatores que contribuem para o bom prognóstico de cura.

Neste ano, a campanha elegeu como tema a Lei dos 60 Dias, em vigor desde 23 de maio do ano passado, que determina que o tempo entre o diagnóstico do câncer e o início do tratamento não ultrapasse os dois meses.

– O tempo não espera ninguém, muito menos quem tem câncer – justifica a mastologista Maira Caleffi, presidente da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) e do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama).

O câncer de mama não é algo que se possa prevenir. Por isso, não se fala mais em evitá-lo, mas em diminuir os riscos. Há fatores como a má alimentação e o sedentarismo, que tornam as mulheres mais suscetíveis à doença – e que podem ser controlados, conforme a médica.

O Outubro Rosa tem causado mobilização popular e engajamento, mas, mais do que isso, cumpre um papel fundamental: fazer as pessoas falarem sobre o assunto.Do ano passado para cá, conforme dados do Instituto Neo Mama de Combate ao Câncer de Mama, o número de mamografias aumentou em 40% no Sistema Único de Saúde (SUS).

– É preciso acabar com o discurso de “quem procura acha”. O diagnóstico precoce é capaz de estacionar a doença e tornar cada vez mais mulheres vitoriosas na luta contra o câncer – afirma a enfermeira e presidente do Neo Mama, Gilze Francisco, com a propriedade de quem já venceu a sua própria batalha, em 2000, depois de ter um câncer diagnosticado.

Para que mais mulheres fiquem atentas a esse problema e se cuidem, ZH preparou um guia de alerta ao câncer de mama.

Veículo
Zero Hora

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.