Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Ministro da Saúde presta mais esclarecimentos sobre o caso de suspeita de ebola

Ministro da Saúde presta mais esclarecimentos sobre o caso de suspeita de ebola

Arthur Chioro também fez duras críticas aos comentários racistas vistos nas redes sociais

13-10-2014

No último sábado (11), o ministro da Saúde, Arthur Chioro, prestou mais esclarecimentos sobre o caso de suspeita de ebola, referente ao cidadão da Guiné que está no Brasil.

Pela manhã, já havia sido divulgado que o resultado do primeiro teste realizado foi negativo para a doença.

Durante a entrevista coletiva, Chioro afirmou que todos os contactantes estão bem e não apresentaram sintomas da doença. "Todas as 64 pessoas que tiveram contato com o paciente não apresentaram nenhum sintoma", disse.

Sobre o cidadão da Guiné, o ministro da Saúde informou que ele será liberado do isolamento se o resultado do segundo exame, que será colhido neste domingo (12), der negativo. "O primeiro resultado do exame foi negativo. Amanhã será colhido o segundo material e o resultado deve sair na segunda-feira", diz Chioro.

Em relação à alta médica, Chioro ressaltou que essa é um decisão da equipe do do Instituto Evandro Chagas, situado no Rio de Janeiro (RJ). De acordo com as informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, o paciente continua em isolamento, mas apresenta bom estado de saúde, sem febre.

O ministro também informou que a testagem para dengue foi negativa, assim como o exame feito anteriormente para malária, e que um novo comunicado será dado na segunda à tarde.

Transmissão do vírus no Brasil

Chioro explicou que o Brasil continua sendo um país com poucas chances de transmissão, mesmo após a ocorrência desse caso de suspeita de ebola.

Segundo ele, as fronteiras brasileiras não serão fechadas, pois o resultado dessa ação seria contraproducente, já que a entrada ilegal de pessoas poderia aumentar. Além disso, Chioro afirmou que "ninguém será deportado" em razão de possíveis sintomas da doença.

Serviços de saúde

Ao mencionar as ações realizadas pelo governo brasileiro; nas esferas estadual, municipal e federal; Chioro disse que "todos os procedimentos previstos nos protocolos internacionais foram aplicados com êxito".

O ministro da Saúde também elogiou a infraestrutura dos órgãos de saúde brasileiros e a capacitação dos profissionais da área. O ministro citou que muitas dessas melhorias são um dos legados da Copa do Mundo de 2014.

Parcerias

Arthur Chioro exaltou o trabalho conjunto dos diversos órgãos governamentais brasileiros e avisou que o Ministério da Saúde tem se reunido com muitos deles para traçar políticas completas de identificação, tratamento e contenção de possíveis casos de Ebola.

De acordo com o ministro, está sendo organizada uma parceria com o Ministério do Turismo para auxiliar os turistas brasileiros e também foi realizada uma reunião com a categoria portuária para esclarecimentos e definição de diretrizes.

Xenofobia

Chioro rechaçou e criticou duramente os comentários racistas que foram difundidos em diversas redes e ressaltou que a difusão das informações sobre o caso de suspeita no Brasil e sobre a doença serve para evitar que ocorram novos comentários criminosos.

"Eu repudio as manifestações racistas que foram feitas. Em pleno século XXI isso é inaceitável. Achar que o ebola tem a ver com a dimensão racial é inaceitável. Nesses momentos, por meio das redes sociais, as pessoas colocam aquilo que têm de pior para fora", disse Chioro.

Veículo
SIS Saúde

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.