Home > Novidades > Público Geral > Notícias > Rio Grande do Sul é o Estado com maior mortalidade por câncer

Rio Grande do Sul é o Estado com maior mortalidade por câncer

08-05-2018

Recentemente, houve a divulgação de uma pesquisa do Observatório de Oncologia do movimento ‘’Todos Juntos Contra o Câncer’’, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), colocando o Rio Grande do Sul como estado campeão em casos novos de câncer.

É improvável que esse dado deva-se a falha no diagnóstico em outros estados. A dificuldade de acesso ao médico, principalmente no norte do país, pode justificar o diagnóstico mais tardio, com a doença mais avançada e já incurável, mas para haver falha na notificação dos casos seria necessário falta de acesso a qualquer médico durante toda evolução da doença, o que é mais incomum.

Então, é necessário considerar, que realmente ocorrem mais casos de câncer em nossa população gaúcha que nos demais locais. Ou estamos mais predispostos por nossa genética, ou estamos mais expostos a fatores que causam o câncer, como a obesidade, o tabaco e o uso de álcool.

Pesquisa realizada pelo IBGE e publicada em 2015, demonstrou que o RS é o estado com maior número de obesos no país. Aproximadamente, 2 a cada 3 gaúchos estão acima do peso e consequentemente expostos a um risco maior de diversos tipos de câncer. 

Outra pesquisa publicada em 2012, mostrou que somos também o estado campeão em tabagismo, com 1 a cada 5 gaúchos fumando regularmente. Por fim, em 2014, o RS também liderou o consumo de bebidas alcoólicas em todo o Brasil. Deste modo, sem nem entrarmos na questão genética, vemos que estamos expostos aos principais fatores causais para esta doença.

O diagnóstico precoce do câncer é uma estratégia que nos ajuda a reduzir o impacto do câncer após o seu surgimento, já que quanto mais rápido o diagnóstico, maiores as chances de cura. Porém, a estratégia que traria maior impacto para redução de casos em nosso estado passa pelo caminho mais difícil, que é a mudança na nossa cultura e estilo de vida, com menor uso de álcool e cigarro e a realização frequente de exercícios físicos e cuidados com a alimentação.

Fonte: Dr. Gabriel Marques dos Anjos, médico oncologista do Hospital Ernesto Dornelles. CRM: 30903

Todas as notícias

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI: das 10h às 10h30min; das 16h às 17h; das 20h30min às 21h


Emergência: das 11h às 11h20min; das 15h30min às 15h50min; e das 21h às 21h20min

Internação: das 9h às 10h; das 16h às 17h; das 20h às 21h

Unidade de Cuidados Especiais - UCE: das 9h às 9h30min; das 15h às 15h30min; das 20h às 20h30min