Home > Novidades > Público Geral > Notícias > Vaidade infantil: atenção para o uso de cosméticos em crianças

Vaidade infantil: atenção para o uso de cosméticos em crianças

22-01-2018

Devido as grandes opções de maquiagens, artigos de perfumaria e apelo das indústrias, as crianças estão ficando cada vez mais vaidosas, exigindo um cuidado maior na hora de escolher cosméticos e itens de higiene. Sendo por incentivo dos pais, ou, pelo simples fato das meninas quererem se espelhar nas mães, o uso precoce destes produtos na infância pode fazer mal a criança, causando sensibilidade e chance de reações alérgicas.

Segundo a dermatologista do Hospital Ernesto Dornelles, Dra. Raquel Heidrich, embora os produtos voltados especificamente para as crianças passem por mais testes e por uma maior fiscalização do Ministério da Saúde antes de irem para as prateleiras, há algumas recomendações que precisam ser seguidas a fim de evitar problemas cutâneos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) possui regras rigorosas para a liberação de produtos destinados às crianças, ou seja, todos os produtos infantis como xampu, creme hidratante e gel para cabelo, entre outros, devem passar por testes que medem a segurança do consumidor, medindo, por exemplo, seu potencial de irritar da pele e de provocar alergias. Devem ter sempre o PH neutro em torno de 5,5, com perfume suave, ou, sem perfume para prevenir irritações. Alguns produtos como hidratantes e protetores solares, tem indicação específica de acordo com a faixa etária e isto deve ser respeitado. 

Existem alguns cosméticos especiais para as crianças de composição menos alergênica, mais solúveis em água e de fácil remoção, especialmente as maquiagens. Já se sabe que a exposição aos cosméticos na infância aumenta o risco de se tornar um adulto sensível no futuro. 

A utilização cada vez mais precoce de maquiagens e esmaltes tem aumentado consideravelmente a ocorrência de dermatites de contato, principalmente nas meninas, por isso devem ser evitados.

Os pais devem ficar atentos para produtos que tenham registro da ANVISA, e que sejam hipoalergênicos e compatíveis para a faixa etária da criança.

A maioria dos produtos é feita para os adultos, portanto, inapropriado para as crianças. Como não é possível prever se a criança é alérgica ou não a determinado produto, deve-se ter bom senso. Não há uma idade “segura” para indicar a introdução de cosméticos, mas quanto menor for a sensibilização na infância, melhor.

Fonte: Dra. Raquel Heidrich, dermatologista do Hospital Ernesto Dornelles. CRM: 14201.

Todas as notícias

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI: das 10h às 10h30min; das 16h00min às 17h; das 20h30min às 21h00min


Emergência: das 11h às 11h20min; das 15h30min às 15h50min; e das 21h às 21h20min

Internação: das 15h às 17h

Unidade de Cuidados Especiais - UCE: das 9h às 9h30min, das 15h às 15h30min e das 20h às 20h30min.