Home > Novidades > Público Geral > Eventos > Covid-19: Cuidados após a segunda dose da vacina

Covid-19: Cuidados após a segunda dose da vacina

13-05-2021 à 31-12-1969

Mais de 100 dias após o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, o Rio Grande do Sul é um dos estados com o maior número de imunizados, contabilizando mais de 2,6 milhões de pessoas que já receberam, pelo menos, a primeira dose da vacina. Mesmo assim, o número ainda é baixo para impedir o controle da doença, que só será possível quando 70% da população estiver vacinada. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, ainda não há um prazo definido para que seja atingida essa porcentagem de imunização.

A Gestora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Ernesto Dornelles, infectologista Graziela Kist, explica que é necessário manter as medidas de proteção contra a contaminação pelo coronavírus mesmo após receber a imunização. “As vacinas contra a Covid-19 (Coronavac e Astrazeneca) não impedem totalmente a infecção pelo SARS-CoV-2. Elas reduzem a chance de infecção e, principalmente, previnem o desenvolvimento de formas graves da doença. Então, mesmo vacinadas, as pessoas ainda podem contrair e transmitir o vírus. Por isso é tão importante manter, em todos os ambientes, as medidas de prevenção, como uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos”.

Os dados fornecidos pelos fabricantes da Coronavac e da Astrazeneca, afirmam que duas semanas após a vacinação, o organismo já começa a apresentar resposta imune contra o vírus. Entretanto, é depois de um mês que é registrada a maior quantidade de anticorpos. 

Novas cepas

De acordo com a infectologista, as variantes do novo coronavírus parecem ser mais contagiosas, inclusive a variante brasileira, encontrada pela primeira vez em Manaus. “Evidências disponíveis até o momento, mostram que as vacinas utilizadas no Brasil também são eficazes para as variantes circulantes. Logo, quem já foi vacinado, também está imunizado contra as formas mais graves das novas cepas. No entanto, como a Coronavac e AstraZeneca não garantem 100% de proteção, o recomendado é manter os cuidados de segurança para evitar qualquer contaminação”.

Todos os eventos

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.