Home > Novidades > Público Geral > Notícias > Flora vaginal: o que se esconde por trás dela?

Flora vaginal: o que se esconde por trás dela?

14-03-2019

Já ouviu falar no termo flora vaginal? A vagina é um órgão que possui um ecossistema dinâmico e complexo. De acordo com a ginecologista do HED, Juliane Castro, uma das maneiras de defesa que este órgão possui, para evitar infecções, são os mais de 200 tipos de bactérias que existem na secreção vaginal normal ou fisiológica. E onde a flora vaginal entra nisso? 

A flora vaginal normal é composta principalmente pelas bactérias do tipo lactobacillus. “Quando ocorre um desequilíbrio dela, basicamente, é porque houve uma diminuição considerável do número de lactobacilos. As principais causas dessa diminuição são situações como estresse, alguma infecção sistêmica, uso de medicamentos como corticóides, antibióticos e diminuição da imunidade”, explica.

Quais os principais sintomas deste desequilíbrio?

Eles são manifestados pelas vulvovaginites, infecções da vulva (parte externa da vagina) e da cavidade vaginal, normalmente percebidos pela paciente como corrimento de odor desagradável, prurido e desconforto nas relações sexuais. “A preservação do equilíbrio da flora vaginal acontece para tentar manter a nossa saúde física e, também, emocional em ordem”, diz.

Para manter tudo em dia, a gineco dá algumas dicas pra lá de especiais e que todo mundo pode aderir:

·         Não usar medicamento sem prescrição médica;

·         Evitar o uso de duchas intravaginais;

·         Não ficar com o biquíni molhado por longos períodos;

·         Não deixar a calcinha secando no box do banheiro.

 

A flora vaginal não está bem. E agora?

O tratamento para o desequilíbrio da flora vaginal deve ser aconselhado por um ginecologista, após exame físico, com vistas a tratar a vulvovaginite (com cremes vaginais e comprimidos orais) e avaliar os fatores de risco que a pessoa se expõe.

Tomar iogurte com lactobacilos e escolher alimentos integrais, legumes, verduras e frutas também dão aquela forcinha. Gengibre, cúrcuma, curry e alecrim tem propriedades antioxidantes, antifúngicas e que ajudam a aumentar a imunidade, auxiliando no reequilíbrio da flora vaginal.

Fonte: Dra. Juliane Castro - Ginecologista - CRM 35592

 

Todas as notícias

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.