Home > Para Profissionais da Saúde > Novidades > Clipping > Espanha pede tranquilidade e promete transparência sobre ebola

Espanha pede tranquilidade e promete transparência sobre ebola

Auxiliar de enfermagem em Madri foi contaminada pelo vírus

08-10-2014

O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, pediu nesta quarta-feira aos compatriotas que mantenham a calma e se comprometeu a informar com transparência sobre o vírus ebola, que contaminou uma auxiliar de enfermagem em Madri. "No momento, o que temos que fazer é permanecer atentos, mas mantendo a tranquilidade", declarou Rajoy no Congresso, ao responder uma pergunta do líder da oposição, Pedro Sánchez, do Partido Socialista (PSOE).

Na primeira declaração sobre o tema, durante a qual não falou o nome da vítima, o líder conservador se comprometeu a apresentar "qualquer informação que se possa dar ao conjunto da opinião pública e, portanto, transparência total na matéria".

Para o chefe de Governo, a prioridade é "atender todas as pessoas que contraíram a doença" - uma até o momento -, "vigiar as pessoas que estiveram em contato, investigar o motivo por que o contágio aconteceu e explicar à população as situações em que pode ocorrer a infecção". Antes, Rajoy criticou o governo pelos cortes na saúde pública e as tentativas de privatização do setor, assim como a estratégia de comunicação da ministra da Saúde, Ana Mato.

Para Sánches, quando a ministra falou, "provocou mais incertezas e mais angústia na opinião pública". Na segunda-feira, uma auxiliar de enfermagem do hospital La Paz de Madri, que havia integrado a equipe que atendeu um dos missionários espanhóis infectados na África, se tornou a primeira pessoa a contrair o vírus ebola fora da África. 

Mais internados

Mais três pessoas foram internadas nessa segunda-feira no hospital de Madri que trata os infectados pelo ebola, mas apenas o marido da auxiliar de enfermagem contaminada apresenta alto risco, anunciaram as autoridades. 

Os "casos suspeitos" incluem o marido da auxiliar que contraiu o vírus depois de tratar dois missionários infectados repatriados da África, uma enfermeira e um profissional que acaba de retornar do exterior, informou o diretor de medicina interna do hospital La Paz-Carlos III, Francisco Arnalich. Ele destacou que nenhum resultado positivo foi registrado.

Veículo
Correio do Povo

Todos os clippings

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI 8 andar: Somente um visitante por paciente internado, sem revezamento. Horário: das 10h às 10h30min (leitos pares); Horário: das 16h às 16h30min (leitos ímpares).

Emergência: Um visitante por paciente. Horário das 11h às 11h20min (leitos pares); Horário: das 15h30min às 15h50min (leitos ímpares).

Unidade de Internação, pacientes COVID 19(suspeita ou confirmado) e Unidade de Cuidados Especiais - UCE: Visitas Suspensas.