Home > Novidades > Público Geral > Eventos > Prepare-se: Vem aí a Semana da Saúde Digestiva do HED!

Prepare-se: Vem aí a Semana da Saúde Digestiva do HED!

15-05-2017

No dia 29 de maio, comemora-se o Dia Mundial da Saúde Digestiva e, para marcar a importância da data, o HED promove a Semana da Saúde Digestiva, com diversas palestras gratuitas abertas ao público leigo e profissionais da saúde.

As atividades, realizadas no Anfiteatro Bruno Marsiaj (Av. Ipiranga, 1801 – térreo), serão divididas em dois dias, tendo início no dia 29 de maio, das 10h às 18h, com o I Simpósio de Saúde Digestiva, direcionado à profissionais da saúde, e finalizando no dia no dia 02 de junho, das 15h às 17h30, com palestras sobre Prevenção de Hepatites Virais e doenças do aparelho digestivo; Papel da alimentação para a saúde gastrointestinal; Tratamentos para a Constipação Intestinal Crônica; e Mitos e verdades em gastroenterologia.

Saiba mais sobre o assunto:

Com a vida corrida e o ritmo de atividades acelerado, muitas pessoas acabam descuidando da alimentação e têm a ilusão de que as consequências são somente a perda ou o aumento de peso. A questão é que, poucos sabem que para ter uma boa saúde e prevenir doenças no aparelho digestivo, deve-se sempre estar atento ao estilo de vida e hábitos alimentares.

Segundo Dr. Guilherme Sander, médico gastroenterologista do Hospital Ernesto Dornelles, a saúde digestiva é diretamente influenciada pelos alimentos ingeridos. Adotar uma dieta equilibrada e saudável, hidratar-se, evitar o fumo, excesso de álcool e ser fisicamente ativo, são essenciais para o funcionamento do intestino.

A preocupação diária que deve-se ter, é manter um adequado balanço energético, pois o consumo exagerado de calorias, que leva ao sobrepeso ou obesidade, é o principal fator de risco nutricional relacionado a doenças no futuro.

Dentro do adequado equilíbrio energético, a escolha de alimentos saudáveis ajuda muito. O ideal é uma dieta rica com um mix de carboidratos, proteínas e gorduras. Uma dica simples é o consumo de carboidratos de qualidade, trocando açúcares e farinhas refinadas por grãos, cereais e sementes integrais, frutas, verduras e legumes.

É preciso evitar, também, os alimentos processados industrialmente, que usualmente tem grandes quantidades de gorduras não saudáveis, sal, açúcares e aditivos. Além disso, ter uma alimentação variada, não repetitiva, é importante para termos acesso a todos nutrientes e minimizarmos potenciais contaminantes. ''Todas as principais causas de mortalidade são associadas a má alimentação, não só doenças do aparelho digestivo, mas doenças cardiovasculares, diabetes e vários tipos de câncer'', alerta Sander.

O estresse, a ansiedade e a depressão também são predisponentes para sintomas digestivos como má-digestão, desconforto, diarreia, azia e constipação. Manter-se fisicamente ativo é diretamente relacionado com a motilidade gastrointestinal, sendo um fator importante para o tratamento de constipação. O estilo de vida saudável interfere na microbiota intestinal e, estudos recentes tem mostrado que uma microbiota alterada pode estar relacionada a diversas doenças, como doenças autoimunes e alergias.

O câncer colorretal é a principal doença no aparelho digestivo e tem aumentado a incidência nas últimas décadas. Conforme o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é de 34.280 novos casos da patologia no Brasil, e a tendência é aumentar. Ademais, indica-se o seu rastreamento com exames para todos acima dos 50 anos, mesmo que assintomáticos. Para pacientes com histórico familiar o rastreamento pode começar ainda antes. Atualmente o exame de identificação mais frequentemente utilizado é a colonoscopia.

Mudança no hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre), desconforto abdominal com gases ou cólicas, sangramento nas fezes, e sensação de que o intestino não se esvaziou após a evacuação, são alguns dos sinais de alerta. Especialmente frente a esses sintomas, deve-se procurar orientação médica.

Dr. Guilherme Becker Sander
CRM 23587
Gastroenterologista do Hospital Ernesto Dornelles 
Doutor em Gastroenterologia e Hepatologia pela UFRGS

Todos os eventos

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI: das 10h às 10h30min; das 16h30min às 17h; das 21h às 21h30min


Emergência: das 11h às 11h20min; das 15h30min às 15h50min; e das 21h às 21h20min

Internação: das 15h às 17h

Unidade de Cuidados Especiais - UCE: (Orientada) das 9h30min às 11h30min e das 14h30min às 16h30min; (Social) das 21h às 21h30min.