Home > Novidades > Multimidia > Vídeos > Ser mulher: Desafios e superações

Ser mulher: Desafios e superações

Na semana em que comemoramos o dia internacional da mulher encontramos momento oportuno para uma reflexão sobre o significado de “ser mulher”. O dicionário da língua portuguesa define mulher como “ser humano do sexo feminino”. E você, como define o significado de mulher?

Longe de ser considerado o sexo frágil, a mulher da atualidade vive uma multiplicidade sem tamanho de papéis, e os vive simultaneamente. Ser mulher, biologicamente, significa aquela pessoa que nasceu com todas as características necessárias para ser multiplicadora de vida, para gerar, para gestar. Junto a esse aparato biológico, vem a tendência a ser cuidadora, afetiva, educadora, multiplicadora não só da espécie humana, mas também dos valores construídos e transmitidos pela sociedade em que vive.  Daí vem um dos papéis da mulher: ser mãe. Mas, antes de ser mãe, você mulher já era filha, namorada, amante, esposa, trabalhadora, estudante, cientista, dona de casa…

Pense… cada um desses papéis traz em si aspectos únicos, exigentes, que requerem dedicação de tempo, de energia física e emocional. Você, mulher, neste dia 08 de março de 2016 percebe qual, dentre os papéis femininos, em maior destaque em sua vida? 

Sabemos que a cada momento do ciclo vital pessoal e familiar, um determinado papel se sobressai. Se você optou por ser mãe e tem filhos pequenos, totalmente dependentes de você, provavelmente ser mãe estará em destaque e influenciará de forma decisiva todas as suas escolhas. Você abrirá mão de tudo o que for necessário para cuidar de seus filhos e lhes oferecer aquilo de que precisam num momento de maior fragilidade, quando pequenos. Mas se forem adolescentes, você apenas mudará o jeito de se envolver, mas ficará igualmente atenta, pois você sabe que dar limites, cuidar das companhias, dos horários, dos deveres escolares continua sendo absolutamente necessário, ainda que seu filho já esteja crescidinho e, aparentemente não precise tanto de você. Sabemos que colo de mãe, pós graduada ou analfabeta, rica ou pobre,  super rígida ou super amorosa sempre será o colo de mãe, portanto, insubstituível.
 
Mas, ainda que você, mulher, tenha nascido com todo o aparato biológico para gestar, pode ter escolhido não ser mãe e viver com maior intensidade outros papéis em sua vida.
 
Ser doutora, executiva, cientista, administradora do lar… e ser plenamente respeitada, ainda dá muito trabalho. Mesmo com o avanço cultural, a mulher, muitas vezes, ainda precisa provar sua capacidade, enfrentar preconceitos e superar os resquícios do machismo presente ao longo da história. Cada ser humano nasce com características próprias, tendência a desenvolver com maior facilidade certas habilidades, e isso independe do fato de ser homem ou de ser mulher… Ainda que se saiba que todo o ser humano merece respeito, não são poucos os desafios femininos na busca pela devida consideração.
  
Em meio a essas incessantes buscas, também  está a necessidade de manter o corpo saudável, de um jeito que você se sinta bem, cuidar da casa para que tenha a sua cara, cuidar dos relacionamentos que fazem sua vida valer a pena, construir um sentido maior para sua existência, que lhe dê forças para superar todos os obstáculos que se apresentem em sua vida.
 
Ah… os desafios femininos! São tantos, tão diversos…tão antigos e, ao mesmo tempo, tão atuais… Ser mulher: conceito complexo, em constante construção!
 
Neste dia internacional da mulher desejamos que você consiga encontrar o tão sonhado equilíbrio entre todos os papéis que desempenha. Faça sempre o melhor que for possível, mas lembre-se: perfeição é um conceito abstrato e inatingível. O que é perfeito para você provavelmente não será para mim. Portanto, valorize suas conquistas e tenha em mente que sua vida é única, incomparável e que, para ser uma grande mulher, você não precisa ser igual a ninguém, precisa apenas ser você! 

Parabenizamos a todas as mulheres que dedicam suas vidas ao cuidado de outras vidas, as colaboradoras HED! Parabenizamos também a todas as mulheres que encontram em nossa instituição o cuidado necessário para restaurar e/ou potencializar sua qualidade de vida, nossas clientes/pacientes!
 
Que este 08 de março seja especial e que, a partir das reflexões deste dia, você implemente as mudanças que julgar necessárias para que 2016 seja um ano marcado pela qualidade de vida e pelo desfrute da felicidade plena. 

Bárbara Steffen Rech
Coordenadora do Serviço de Psicologia HED


Todos os vídeos

Dados de Atendimento
Fone (51) 3217-2002
Av. Ipiranga, 1801 - Porto Alegre/RS - como chegar

Horário de Visitas
Unidade de Tratamento Intensivo - UTI: das 10h às 10h30min; das 16h30min às 17h; das 21h às 21h30min


Emergência: das 11h às 11h20min; das 15h30min às 15h50min; e das 21h às 21h20min

Internação: das 15h às 17h

Unidade de Cuidados Especiais - UCE: (Orientada) das 9h30min às 11h30min e das 14h30min às 16h30min; (Social) das 21h às 21h30min.